Como se proteger de ondas eletromagnéticas

Como se proteger de ondas eletromagnéticas

Ondas eletromagnéticas estão ao nosso redor.

Em particular, essas ondas são emitidas por nossos telefones celulares, redes Wi-Fi, torres de telefonia celular, eletrodomésticos e todos os dispositivos compatíveis com Bluetooth.

Embora os riscos para a saúde humana colocados por ondas eletromagnéticas ainda não sejam totalmente conhecidos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deixou claro que certas frequências de rádio são potencialmente cancerígenas para os seres humanos, tornando importante nos protegermos delas.

Campos elétricos e magnéticos: o que são e de onde vêm

A intensidade do campo elétrico é definida por níveis e variações de tensão.

Um campo magnético, por outro lado, aparece quando uma corrente está viajando. No curso de uma corrente elétrica, a intensidade do campo magnético varia com base no consumo de eletricidade, enquanto a intensidade do campo elétrico permanece constante.

(Fonte: Campos electromagnéticos, publicados em 1999 pelo Gabinete Regional da OMS para a Europa (Série de panfletos sobre autoridades locais, saúde e ambiente; 32).

É feita uma distinção entre dois tipos de campos electromagnéticos:

Ocorrência natural: Várias fontes naturais e fenômenos, como tempestades, criam cargas elétricas na atmosfera.

Também sabemos que o campo magnético da Terra permite que a agulha de uma bússola mude de direção.

De origem humana: Muitos campos eletromagnéticos de baixa e alta frequência são causados pela atividade humana. Um exemplo: Raios-X usados para diagnósticos médicos.

Também sabemos que as tomadas elétricas emitem um campo eletromagnético de baixa frequência causado pela corrente elétrica.

Os seres humanos usam todos os tipos de radiação em altas frequências de rádio, através de antenas de televisão e rádio e torres de telefonia celular.

Os riscos causados pela exposição a ondas eletromagnéticas

A poluição eletromagnética inclui os campos elétricos e magnéticos que não são de origem natural.

A maioria das pessoas é exposta a várias ondas eletromagnéticas de baixa intensidade regularmente, tanto em casa quanto no trabalho.

Esses campos elétricos de baixa frequência atuam sobre o corpo humano como fariam com qualquer outro material constituído por partículas carregadas.

Materiais condutores fazem com que correntes percorram o corpo até o solo.

Ao estimular as conexões nervosas, essas correntes elétricas podem afetar os processos biológicos humanos.

Muitos estudos científicos na Europa destacaram os riscos e os efeitos conhecidos dos campos eletromagnéticos, particularmente em pessoas com maior sensibilidade, como crianças, mulheres grávidas e idosos.

Cada país determina seus próprios padrões de exposição a ondas eletromagnéticas, mas na maioria dos casos, as diretrizes nacionais seguem os limites de exposição recomendados pela Comissão Internacional de Proteção à Radiação não ionizante (ICNIRP), uma organização formalmente reconhecida pela OMS.

O objetivo destas recomendações de segurança nacionais e internacionais em relação à emissão de ondas eletromagnéticas é limitar seus efeitos nocivos e determinar os níveis de exposição que podem ser perigosos para a saúde humana.

Embora até à data não tenham sido confirmados quaisquer efeitos adversos para a saúde resultantes da exposição prolongada às radiofrequências associadas à transmissão de electricidade, é conveniente tomar precauções e dar prioridade à protecção, como observa o Conselho da Europa.

Os tipos de ondas eletromagnéticas e como se proteger deles

Ondas de baixa frequência

Nosso ambiente é atravessado por redes elétricas (muitas vezes muito densas) que geram ondas eletromagnéticas de baixa ou alta frequência, que inevitavelmente afetam nosso metabolismo.

Várias soluções e materiais de proteção eletromagnética foram desenvolvidos por empresas de tecnologia para reduzir ou bloquear a emissão de ondas eletromagnéticas.

Instalação de tomadas aterradas e mangas elétricas de proteção: Além de evitar curto-circuitos, aterrar uma tomada também pode desviar uma porção considerável do campo elétrico.

Devido à tensão, também é aconselhável manter a fiação elétrica fora das áreas onde as pessoas estão presentes.

A instalação de fiação protetora e mangas elétricas é uma excelente maneira de reduzir os campos elétricos.

Fique longe de fontes de iluminação e energia: É altamente recomendável que você fique a pelo menos um metro de distância de fontes de eletricidade, incluindo iluminação, eletrodomésticos, computadores e televisores.

Desligar as lâmpadas quando não estiverem a ser utilizadas; mesmo quando são desligados, geram um campo elétrico.

Além de serem mais econômicas, as lâmpadas LED com intensidade não ajustável são uma boa opção para ajudar a reduzir a emissão de ondas nocivas.

Ondas de alta frequência

Redes Wi-Fi e sistemas sem fio são métodos de transmissão de dados que emitem ondas de alta frequência.

O Wi-Fi é considerado um emissor de ondas que podem atacar o corpo.

Para se proteger contra essas ondas, opte por conexões com fio (ethernet, USB, fibra óptica) por Wi-Fi.

Certifique-se de desconectar seus dispositivos e roteador do Wi-Fi.

Sistemas sem fio, como telefones celulares e quaisquer dispositivos conectados ao Wi-Fi, são considerados as principais fontes de alta frequência de rádio.

Já em 2002, vários médicos alertaram as autoridades de saúde para o aumento preocupante de doenças crônicas (dores de cabeça, insônia, leucemia, doenças cardíacas, etc) em seus pacientes que usavam um telefone sem fio regularmente.

Para sua proteção, é altamente aconselhável escolher um telefone fixo com fio ou um modelo sem fio com redução de ondas.

Telefones celulares

Foram identificadas várias formas de doenças crónicas causadas pelas ondas nocivas emitidas pelos telemóveis.

Ainda mais alarmante, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estudou formalmente o risco carcinogênico humano de radiação emitida por telefones celulares, especialmente smartphones.

É importante tomar precauções ao usar seu telefone celular. Estes incluem:

  • Mantenha as conversas curtas quando o telefone for colocado contra o ouvido.

  • Evite usar seu smartphone quando a rede estiver fraca, pois o dispositivo emitirá mais ondas.

  • Certifique-se de colocar seu telefone no modo avião sempre que possível.

  • Opte por soluções anti-radiação, como patches de proteção para telefones celulares e dispositivos eletrônicos, uma maneira eficaz de bloquear íons negativos EMF (frequência eletromagnética).
RadiationBlock é uma solução inovadora, eficaz e acessível que fornece proteção contra os efeitos nocivos da radiação eletromagnética de dispositivos eletrônicos
RadiationBlock é uma solução inovadora, eficaz e acessível que fornece proteção contra os efeitos nocivos da radiação eletromagnética de dispositivos eletrônicos – Crédito da foto: ebay
SEM COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

MAIS PARA SI

Acelere o seu WiFi em casa com o WiFi SuperBoost

“Uma conexão de internet de alta velocidade em todos os lugares e o tempo todo”: este é o lema dos novos dispositivos de reforço e repetidor WiFi.

Inovação de alta tecnologia, o desafio para as empresas de tecnologia

Em um mercado onde o ciclo de vida dos produtos de alta tecnologia está ficando cada vez mais curto e onde o desenvolvimento é mais rápido,.

Como se proteger de ondas eletromagnéticas

Ondas eletromagnéticas estão ao nosso redor. Em particular, essas ondas são emitidas por nossos telefones celulares, redes Wi-Fi, torres de telefonia celular, eletrodomésticos e todos os.

Nanotecnologia: A Nova Revolução Industrial

Avanços extraordinários foram feitos e tecnologias inovadoras foram desenvolvidas em comunicações digitais, interesse e alta resolução, mas ainda estão no início de seu desenvolvimento em nossa.

Ultra-som: um repelente de insetos natural

Como alternativa aos repelentes químicos tóxicos vendidos como cremes ou sprays, uma nova tecnologia altamente eficaz e livre de perigo foi introduzida: ultra-som, um repelente natural. A partir.